Quase metade dos brasileiros é contra testes em animais

De acordo com uma pesquisa recentemente divulgada pelo Datafolha, 41% dos brasileiros são contra os testes realizados em animais. O estudo conduzido a partir de um pedido do Instituto de Ciência, Tecnologia e Qualidade (ICTQ) mostra que quase metade dos que residem no Brasil “discordam plenamente” do uso de animais em laboratório.

A enquete realizada com 2.162 participantes mostrou ainda que 36% dos entrevistados acreditam que a prática deva continuar, enquanto 18% concordam parcialmente com esta posição.

O estudo do Datafolha apontou que quanto mais jovem a pessoa é, maior é sua aversão à prática. mu legend zen for sale Na região sul do país, independentemente da idade, a maioria das pessoas é contra este tipo de teste, defendendo que com a tecnologia atual, existem meios tão eficazes quanto e menos invasivos.

No ano de 2013, essa questão voltou de maneira abrupta às pautas de discussão no país depois que um grupo de ativistas invadiu o Instituto Royalsob a alegação de maus tratos. Dentre outros animais, mantinha muitos cachorros da raça beagle para testes e estudos. Para ONGs voltadas à causa animal, os bichos sofriam passavam por experiências extremamente dolorosas e desnecessárias e estavam correndo o risco de serem executados.

Entenda: por que Beagles são os cães mais usados em testes de animais?

Métodos alternativos para testes em animais

No final de 2014, o Conselho Nacional de Experimentação Animal (Concea) apresentou aos membros da indústria farmacêutica 17 métodos alternativos para as pesquisas em animais no Brasil. Ainda segundo a resolução normativa publicada no diário oficial, as indústrias farmacêuticas têm até 5 anos para substituir o uso de animais em testes por tais métodos alternativos, quando relacionados a esses 17 aspectos.

Os 17 métodos apresentados tem como objetivo mensurar o potencial de absorção, sensibilização e irritação de tecidos, como pele e olhos, fototoxicidade e genotoxicidade. José Mauro Granjeiro, coordenador do Concea, aponta que “a mudança deve permitir uma redução significativa do emprego de animais em estudos toxicológicos. legend zen for sale Esses desfechos permitem avaliar um grande número de produtos, não apenas cosméticos, mas também agrotóxicos, medicamentos, saneantes e compostos químicos industriais, como tintas utilizadas em brinquedos ou materiais escolares”, exemplifica Granjeiro.

Adestrador chama atenção nas ruas por passear com vários Pastores Alemães sem guia

O brasileiro Augusto de Oliveira tem chamado atenção nas ruas de onde mora, em Hyannis, Massachusetts, por andar com sua matilha de Pastores Alemães, todos muito bem comportados e sem o auxílio de guias.

Augusto é o proprietário do Griffin Shepherd Kennels, que oferece ao público adestramento canino e é especializado na criação de cães da raça Pastor Alemão.

Foto: Laurentiu Garofeanu/Barcorft USA
Foto: Laurentiu Garofeanu/Barcorft USA

Augusto conta que sua história de vida naturalmente o levou a trabalhar com cachorros. Soldes Chaussures Nike Após crescer cercado de cães uma fazenda no Brasil, em um ambiente no qual os cães nunca estavam presos, ele aprendeu como os animais interagiam e como o grupo funciona. Mochilas Kanken Classic Com o auxílio de adestradores, que viram nele um talento nato, Augusto foi então aprendendo e trabalhando sua técnica.

Ele conta que os cães estão sempre presentes na sua vida e que eles o vêem como líder da matilha. sac à dos fjallraven kanken pas cher Nas caminhadas sem guia, ele conta que os cães estão simplesmente obedecendo comandos aprendidos no treinamento, assim como lendo seus sinais corporais. 2017 nike air max pas cher Eles devem permanecer na mesma posição, sem trocar a formação.

Foto: Laurentiu Garofeanu/Barcorft USA
Foto: Laurentiu Garofeanu/Barcorft USA

No mês passado, para aumentar ainda mais o nível de dificuldade, devido a todas as distrações extras, Augusto seus 6 de seus cães saíram nas ruas da elétrica Boston. fjällräven kånken big Por onde passaram, os transeuntes ficaram impressionados com sua habilidade de levar os cães de grande porte tranquilamente e sem guias.

Em 2013, Augusto já havia se tornado uma sensação online após compartilhar um vídeo passeando com seus cães.

Resolução do CFMV que cria novas regras para exposição e comercialização de animais ganha repercussão na mídia.

16 de janeiro de 2015 – Mercado em grande expansão no Brasil, com faturamento estimado em cerca de R$ 16 bilhões no ano passado, os pet shops passam a ter uma norma nacional editada pelo Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV), Adidas Goedkoop com orientações sobre procedimentos a serem observados na exposição, manutenção, Nike Air Max 2016 Heren wit estética, venda e doação de animais. O objetivo é garantir, com apoio do Médico Veterinário, a segurança, a saúde e o bem-estar dos animais que estiverem sob o cuidado de pet shops, em exposição e feiras agropecuárias, por exemplo. O tema está sendo amplamente debatido na mídia com notícias na Agência Brasil, Jornal do Commércio, Correio da Bahia, Correio Braziliense, Rural Notícias, Goedkoop Nike Air Max A Crítica, Diário de Canoas, Chaussure Asics Pas Cher Portal Brasil, Fjällräven Kånken Barn O Povo, Tribuna da Bahia,

Marca de cerveja incentiva adoção de cães ao criar produto especial chamado “Sem Dono”

A marca de cerveja brasileira Bamberg em parceria com a Instituição Adote um Focinho está trabalhando em uma ideia bacana com o intuito de achar um lar permanente para um grupo de cães que estão disponíveis par adoção.

Com a cerveja especial “Sem Dono”, as garrafas ganharam um rótulo especial que contém uma ilustração acompanhada com informações de cada cachorro que precisa de uma casa.

No site da ação especial, Chaussures Nike 2017 que foi iniciativa da agência Señores, nike air max 2016 goedkoop é possível conhecer mais sobre cada cachorrinho. Goedkoop Air Max Nike Com o consumo do produto, nike air max pas cher eles esperam fazer a conexão desses animais com suas futuras famílias. Nike Air Max Femme Para os que não podem adotar, Asics Pas Cher é possível também doar uma quantia para a Instituição.

Nessa fase inicial,