CATable é a mesa de trabalho perfeita para o tutor de um gato

Desenvolvida pelo designer Ruan Hao, da LYCS Architecture, em Hong Kong, a CATable é a mesa perfeita para o tutor de gato que cansou de lutar contra a presença do pet em seu ambiente de trabalho e resolveu ceder e tornar o ambiente perfeito para o felino.

A superfície ainda é lisa e pode ser perfeitamente utilizada pelos humanos da família como uma mesa quase normal. A diferença é que a diversão está embaixo, na estrutura que permite que o gato se movimente, explore as passagens e buracos e esteja basicamente em casa em uma espécie de paraíso felino.

Esse playground vai impedir totalmente que o seu gatinho ainda escolha o teclado de seu computador como lugar quentinho para um cochilo? Provavelmente não. Mas é sem dúvida um atrativo maior para ele explorar o ambiente feito com tudo que ele gosta.

A mesa foi primeiramente apresentada na semana de design de Milão e está mais para sonho de consumo do que dica de compra.

CATable. Foto: Divulgação

CATable. Foto: Divulgação

CATable. Foto: Divulgação

CATable. Foto: Divulgação

CATable. Foto: Divulgação

Veja um rápido test drive feito para o público alvo em questão.

Midríase

Muitos médicos veterinários, quando recebem um paciente em seu consultório, procuram examinar os olhos do animal, com o uso de um foco de luz ou não. Essa prática normalmente é feita a fim de procurar alguma alteração, como o aumento da pupila, chamado na medicina de Midríase. Esse sintoma pode ajudar o profissional a desconfiar de vários tipos de alterações e doenças no cão. Em âmbito fisiológico, a Midríase é causada pela contração do músculo dilatador da pupila que, ao se repuxar, faz com que a pupila aumente muito seu tamanho, tomando grande parte da íris. É importante ressaltar que a Midríase, em alguns casos é normal, como por exemplo, numa descarga de adrenalina no sangue do pet ou em ambientes com pouca luminosidade.

Foto: Reprodução

As causas podem ser inúmeras, variando de patológico (doença) até mesmo a uma resposta normal do organismo do cão, como dito anteriormente. Na maioria dos animais que dão entrada na clínica veterinária com esse sintoma, a midríase é decorrente de uma intoxicação por produtos químicos, medicamentos, plantas e etc. Outro fator também muito comum é a lesão cerebral, causada principalmente pelo traumatismo no momento do atropelamento, como também quando o animal apresenta um quadro de choque circulatório. Grande parte das doenças sistêmicas também acarretam a dilatação da pupila, por isso é importante a avaliação de um especialista.

O sintoma da midríase, normalmente vem junto de vários outros sinais clínicos de diferentes regiões do corpo do animal. Isso vai depender, é claro, do fator primário que acarretou toda essa alteração. As principais sintomatologias, que na grande maioria das vezes aparecem concomitantemente da dilatação da pupila, são: Vômitos; Diarréias; Prostração; Anorexia; Letargia; Sinais neurológicos (convulsão, tremores e pressão da cabeça contra objetos). Existem alguns animais que não apresentam sintomas, além da Midríase, por isso é necessária a avaliação de um médico veterinário.

O diagnóstico é feito através de uma boa anamnese, seguida de um exame clínico detalhado. O profissional irá verificar a provável causa de toda a alteração existente no animal. Na maioria dos casos, o médico veterinário irá expor o animal a diversos exames específicos, tais como: Exame de sangue, Ultra-sonografia, Raio X, Ressonância magnética e entre vários outros tipos de exames. Isso irá depender da suspeita do médico veterinário.

A midríase só irá regredir, no momento que a causa primária for tratada. Em alguns casos, como por exemplo, nas lesões cerebrais, os animais permanecem com a dilatação da pupila bem acentuada, já que na maioria das vezes, não há tratamento específico neurológico. Em animais que passaram por choque hipovolêmico ou por intoxicação, são tratados com terapia medicamentosa para reverter o caso.

Assim que o tutor observar que o animal apresenta uma midríase constante, o mesmo deve levar o cão para uma avaliação por um médico veterinário. Jamais deixe qualquer anormalidade passar despercebida, pois isso pode levar a um quadro mais grave futuramente.

Por: George Augusto von Schmalz Portella de Macedo

20 adoráveis ??fotos que provam que seus filhos precisam de um gato

Cães podem ser os queridinhos de todos, e são por isso considerados os melhores amigos do homem, mas eu sempre digo e repito, não podemos nunca esquecer dos gatos.

Embora eles sejam excelentes animais de estimação da família, tenho que alertar a vocês de que certifiquem-se se o seu gato é socializável e que também que seus filhos compreendam os limites do seu gato – ou eles podem ganhar um arranhão desagradável de outra maneira!

Enfim, Quando eles não estão planejando dominar o mundo, gatos podem ser sim maravilhosos companheiros para as crianças. Confira só:

kids-with-cats-501__605

kids-with-cats-13__605

kids-with-cats-605

kids-with-cats-47__605

kids-with-cats-49__605

kids-and-cats-7__605

kids-with-cats-17__605

kids-and-cats-3__605

kids-with-cats-22__605

kids-with-cats-21__605

kids-with-cats-48__605

kids-with-cats-9__605

kids-with-cats-81__605

kids-with-cats-71__605

kids-with-cats-111__605

kids-with-cats-31__605

kids-with-cats-211__605

kids-with-cats-44__605

kids-with-cats-51__605

kids-with-cats-23__605